Resenha: Do Coração da Sicília

Sinopse:
Aos doze anos de idade, quando sua família emigra para o Brasil, Angelina decide ficar em Palermo, maior cidade da ilha da Sicília, entrando para a vida religiosa, como era seu interesse desde cedo.
Seguindo confiante sua vocação, tem como protetor encarnado o bondoso frei Luigi, que lhe relata curiosos casos de mediunidade vividos por sua avó materna, atestando a comunicação entre os dois mundos.
Em sua peregrinação missionária, Angelina tem a oportunidade de trabalhar em favor dos semelhantes, sendo designada para o cargo de madre superiora no Brasil, onde conhece a “roda dos enjeitados”, bastante comum nos séculos passados.
Três existências da personagem principal são apresentadas neste envolvente romance, demonstrando toda a ligação entre os protagonistas e a real importância do amor.


Resenha:
Palermo era sacudida por um processo de unificação e passava por dias agitados. A chegada de corretores a fim de contratar trabalhadores dispostos a migra para a América, mais precisamente para o Brasil, Pais de grandes Maravilhas e riquezas naturais era a unica esperança.

No Pequeno povoado onde vivia Angelica (Protagonista principal), chega a noticia. Os pais de Angelica, Gino e Carmelia decidem ir para o Brasil, Mas Angelica com apenas 12 anos decide ficar em Palermo e entrar para a vida religiosa que era a sua vocação, Assim sua vida mudará para sempre.

"Desde então a rotina no povoado, formado em sua maioria por agricultores cansados das lutas árduas e infrutíferas, sofreu sensíveis alterações. As parcelas de terra arrendadas pelos colonos, pertencentes a ricos proprietários, embora preparadas para novo plantio foram aos poucos sendo abandonadas, dando lugar ao mato oportunista"

Graça Leão trata o espiritualismo de maneira clara e objetiva, nos passando a sua mensagem em uma trama de tirar o folego.
Qual a real importância do amor?

Avaliação:

1 comment

Marcella Rossetti 9 de novembro de 2015 00:55

A história deste livro parece ser triste e doce. Gostei muito da resenha.
Um grande beijo.

Postar um comentário