Resenha: Muito Veneno e um Pouco de Lirismo

Sinopse:
Leandro Andreo lançou 2014 seu primeiro livro, ''lvvi'',que contitui verdadeiro hino de amor á eterna musa dos sonhos de todo poeta.Não me faltaram lágrimas logo na primeira leitura,tratando-se de uma obra com a qual me identificava,e que eu mesmo gostaria de ter escrito se me sobrasse algo desse talento que sua alma esbanja. Leandro Andreo é daqueles poetas que proporcionam á mente um prazer misterioso a cada mergulho em seus poemas,pela forma apurada dos versos que escreve, sem deixar de sensibilizar as fibras íntimas com seu lirismo, na verdade, abundante.
 Neste novo livro, Muito Veneno e um Pouco de Lirismo, o segredo do seu secesso fica em total exposição, quando o poeta invoca as melhores tradições da arte poética, a qual é tão ardorosamente devotado. Seu veneno, ao contrário, é antido tentando neutralizar funestos modismo, com a finalidade de reintroduzir, no corpo dessa arte, a livre utilização de técnica tão surpreendentemente suprimidas ou ignoradas pelos poetas da atualidade, É assim, agraciando-nos ainda com poemas de singular beleza, que o poeta vai erigindo,pouco a pouco,sua contribuição ímpar ao universo da poesia.
                                                                                                   Milton José Neves Júnior,
                                                                                                     poeta e advogado



Resenha:
Bom hoje trago para vocês a resenha do livro; muito Veneno e um pouco de Lirismo, do nosso parceiro Leandro Andreo. O livro é recheado de poesias raras e bastante ''especiais'' nela podemos encontrar poemas ''diferentes'' dos outros, bom.. eu literalmente não lia muitos livros relacionados a poesias, por não ser um gênero que me chama muita atenção. 

O assunto principal do livro é sobre a poesia clássica e não a moderna, e isto despertou o meu interesse. Em suas poesias o autor invoca as melhores tradições da arte poética, e com autoridade faz algumas '' criticas ''.

com uma leitura que durou um dia, e com poesias de fácil entendimento posso dizer que mesmo não sendo um dos meus melhores gêneros, eu gostei do livro e recomendo para os amantes da poesia clássica brasileira.



Queria utilizar esse espaço para falar da Editora, que foi o meu segundo livro lido deles..., primeiramente notei uma ótima qualidade dos livros com um bom material, folhas amarelas (blá blá blá) enfim parabéns a Editora Kazuá! 

3 comments

Larissa Maciel 3 de agosto de 2016 17:50

Olá! Pra começar adorei o plano de fundo do seu blog. O título chama a atenção contudo pensei que fosse apenas uma premissa e não poemas. Não sou muito fã desse tipo de leitura! Gostei da sua resenha e não conhecia a editora!!

Beijão da Lari!
Brilliant Diamond | Fan Page

Papo Moleca 5 de agosto de 2016 09:57

Adorei a resenha, não conhecia o livro. Me chamou muito a atenção <3
Parabéns pelo blog, já estou seguindo para poder acompanhar as novidades

www.papomoleca.com.br

Sil 5 de agosto de 2016 13:09

Olá,
Infelizmente esse livro não é para mim. Eu prefiro ler livros de "histórias" hehe. Então acho que não leria ele.

Blog Prefácio

Postar um comentário