Resenha: Um Passeio no Jardim da Vingança

Autor: Daniel Nonohay
Páginas: 301
Editora: Novo Século
Coleção: Talentos da Literatura Brasileira

Tudo começou quando Ramiro sente muita dor, dor branca, acordara em um hospital, com dor na cabeça e no pescoço, sentia-se suando, não se lembrava por qual motivo estava ali, ou quanto tempo.

Ele fora vítima de um atentado terrorista, todos em sua volta que trabalhava ao seu lado estavam mortos, apenas ele havia sobrevivido daquele caso. Estava exatamente desde que acordou dois meses e meio de coma no hospital, a dor era o pano de fundo, queria vingança!

Ramiro Souza de Braga, é um advogado desgastado pela idade e pelas drogas, rico e sem objetivos. É casado com uma mulher que não ama e é sócio de um escritório de advocacia em Porto Alegre. Após ter o grande gosto de quase perder a vida, tenta voltar tudo ao normal depois de tanto tempo, mas, a sede de vingança era grande o suficiente. Ficou tempos no hospital, sem poder fazer nada, muito menos adquirir uma das coisas que lhe fazia bem, as drogas. Todos na empresa queria derrotá-lo, não era mais bem-vindo no seu local de trabalho.

O livro é dividido em duas partes Presente, Passado e Futuro. O autor traz diversos personagens, cada um com sua personalidade.



A verdade é ferina 

Um Passeio no Jardim da Vingança traz o futuro, onde a tecnologia avançou incrivelmente, é um livro de ficção policial, uma boa obra narrado pelo próprio personagem principal. traz-se um enredo impressionante, admirei bastante a escrita do autor, Daniel Nonohay, porém não foi uma leitura prazerosa para mim, confesso que arrastei um pouco na leitura. mas vi grande potencial do autor.

O livro em si é incrível, e especialmente indico para quem gosta do gênero. Daniel trouxe um Porto Alegre de ameaças, estrupo, drogas . Um narrativa intensa. A edição do livro está linda, a diagramação, a capa está arrasadora, amei a capa que leva consigo o selo do Talentos da Literatura Brasileira, publicado pela editora Novo Século no ano de 2016.




Lidos 2017: 15 

Onde comprar:

Novo Século: AQUI
Saraiva: AQUI

13 comments

Marcio Silva 6 de abril de 2017 06:34

Não conhecia esse livro, mas confesso que estou com muita vontade de ler: NÃO VEJO A HORA. Gostei muito do que você falou e essa capa então estou sem palavras.

Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

Michele Lopez 6 de abril de 2017 07:39

Olá,
Já vi uma ou duas resenhas sobre a obra e fiquei bem intrigada para saber mais sobre a trama e também sobre o Ramiro e como ele agirá após esse atentado, tentando fazer com que tudo voltasse ao normal.
Essa capa é realmente maravilhosa e me deixa aqui babando!

LEITURA DESCONTROLADA

Faby Souza 6 de abril de 2017 09:49

Olá, tudo bem?
Não conhecia a obra, mas amei a sua dica
Me parece um livro forte, intenso. Daqueles que prendem o leitor desde o inicio da leitura.
Amei a sua resenha também. Dica anotada.
Beijos

Faby Souza 6 de abril de 2017 09:50

Olá, tudo bem?
Não conhecia a obra, mas amei a sua dica
Me parece um livro forte, intenso. Daqueles que prendem o leitor desde o inicio da leitura.
Amei a sua resenha também. Dica anotada.
Beijos

Morgana Brunner 7 de abril de 2017 06:28

Poxa que diferente essa obra, gostei que tenha passado e futuro separado assim eu não me perderia, com toda certeza vou anotar a dica e querer ler em breve.
Beijinhos

Thaísa Tavares 7 de abril de 2017 08:53

Oie, tudo bem? Achei bem original a proposta do autor e a capa tá linda, mas eu não curto muito o gênero :/

calebe mendes 7 de abril de 2017 19:27
Este comentário foi removido pelo autor.
calebe mendes 8 de abril de 2017 14:55

Olha, eu gostei muito da capa, da temática da historia, mas acho que vou pular essa dica... Talvez eu dê oportunidade algum dia! Desculpa pelo comentário anterior, li a resenha muito rápido kkkk! A resenha em si é bem curta e bem explicada!! Assim que eu gosto! Abraço!

Mia Sodré 9 de abril de 2017 04:12

Nunca havia ouvido falar nesse livro, mas a única coisa a respeito dele que me chamou atenção foi que há uma parte que fala de Porto Alegre (cidade onde vivo), e é bem difícil livros a citarem. Mas, de resto, não é o meu tipo de leitura. Vou passar essa dica, mas gostei da sua empolgação com o livro.

;*

Kemmy Oliveira 9 de abril de 2017 20:15

Não conhecia o livro. Fiquei curiosa sobre o que seria uma dor branca e como o autor conseguiu dividir o livro de forma a falar do passado e do futuro em uma mesma parte.
A premissa não é exatamente o que eu costumo ler, mas esse selo da Novo Século geralmente tem obras incríveis, portanto eu leria.

Duas Leitoras - no Top Comentarista de Abril você pode escolher entre 4 livros!

Jéssica Melo 9 de abril de 2017 20:50

Olá, apesar de ser do gênero que eu adoro o livro não conseguiu me empolgar com sua premissa =/ Apesar disso a capa esta realmente muito bonita *-*

Meu Mundo, Meu Estilo

Lorena Caribé 11 de abril de 2017 16:18

Olá! Ainda não conhecia o livro mas fiquei bastante curiosa pela temática e a capa. Parece bem interessante. Vou anotar a indicação e pesquisar, bjooooooo

Paac Rodrigues 21 de abril de 2017 04:52

Primeiro: suas fotos estão lindas.
Segundo: comecei a ler ele mas ainda não consegui ir pra frente sabe? mês de prova fico sem viver kkk mas a história me deixa super intrigada

Postar um comentário