Resenha: O Exilado Político Vegetariano

Autor: Alexandre Kostolias
Editora: Jaguatirica
Páginas: 211

E se você fosse preso por ser Vegetariano? o que faria? ficaria por tempos em uma cela por coisa estranha ou tentaria mudar?

Hernán López foi arrancado de sua cama ao amanhecer, estava em um sono profundo, até que se transforma em um surto de horror, fora agarrado pelo braço, arrastado e algemado e agora foi atirado em uma cela. Ele não sabia o que estava acontecendo, não entendia o por que daquilo.

Tem que haver algo de errado nessa história. Devo ter sido preso por engano, me confundiram com outro..

Hernán era vegetariano, tinha aversão por carne e era argentino. Muitas semanas se passaram, e foi ai que ele tomou uma decisão que assim que saísse daquele lugar iria se mudar, iria se mudar para um lugar distante, onde pudesse ser livre, e não fosse preso por comer couve ou sopa de ervilha.

Agora tinha liberdade, e aí que o romance entra, Hernán se apaixonou por Jude, apesar da moça ter 30 anos, nunca tivera um amor de verdade, até então. 

Temos ainda muita aventura por vir, grandes surpresas e um romance tanto quanto diferente.


 - Ótimo, ás vezes é melhor não se saber das coisas. Aliás, o desconhecimento é uma grande virtude, uma benção dos céus, talvez a maior de todas. Aqueles que ignoram são mais felizes e tem mais esperança.

Essa capa é lindíssima, as cores deu mais alegria! Achei a edição da Editora Jaguatirica, simples e incrível. Alexandre Kostolias arrasou com a escrita, amei a forma de quem que produziu essa obra, achei os personagens bem trabalhados, cada qual com sua personalidade é incrível. 



Romance, o livro é considerado fatos reais, mas a ficção não fica longe do leitor. Realmente aprendi muito com esse livro, ensinamentos reais. O autor trouxe um assunto mais sério, porém com sua escrita adorável, de fácil entendimento e com o seu jeito próprio, fez com que que desse alguns risos soltos, aprendi realmente muito do que eu não sabia, como Budismo, recomendo muito esse livro para todos, 
Venha saborear esse livro, que é um prato cheio de verduras e ensinamentos!


 - Que custa você comer uns bifes de vez em quando e fazer cara alegre, só para agradar aos demais e evitar suspeitas? A sua recusa em comer carne pode, potencialmente, conduzir á pertubação da ordem social. Daí para a pertubação da ordem política é um pequeno passo.


Espero que tenham gostado e se interessado bastante nessa obra, acompanhe;

Onde comprar: 

Editora Jaguatirica: AQUI
Saraiva: AQUI
Submarino: AQUI
Americanas: AQUI

Lidos 2017: 22

24 comments

Bianca 17 de abril de 2017 06:19

Achei a história bem original, fiquei curiosa pra ler.
Beijos
Bluebell Bee

Maria Valéria 17 de abril de 2017 08:15

olha, nunca tinha visto uma premissa parecida, e pelos questionamentos que a obra levanta, até que daria uma chance de leitura, a titulo de curiosidade :D
bjs...

Ana Paula Medeiros 19 de abril de 2017 10:32

Oi! Já tinha lido uma outra resenha desse livro, mas não havia dado muita bola. Não tinha me interessado pela história tanto quanto agora e adorei a premissa! Deve ser uma história bem divertida logo no começo... Dica anotada!
Beijos :*

Marina Brum 19 de abril de 2017 11:05

Amei o título só por ele ja leria o livro. Nunca tinha ouvido falar nem lido nenhuma resenha e amei! Quero que seja minha próxima leitura!

Áry Lopes 19 de abril de 2017 11:13

Nunca tinha ouvido falar desse livro.
Achei bem diferente. E sua resenha muito boa.
Gostei da premissa. Vai ficar anotada sua dica. Um beijo <3

Analu Andrade 19 de abril de 2017 13:46

Que legal, parece uma leitura interessante.
Vou colocar na minha lista.

Gisele Rocetti 19 de abril de 2017 14:00

História diferente....o título me chamou a atenção!
Fiquei curiosa para ler

Quebrei A Regra 19 de abril de 2017 16:35

Confesso que não é um livro que compraria pra ler mas achei a história interessante.
Bjus
Jaque
www.quebreiaregra.com.br

coisas da vida 19 de abril de 2017 20:22

me chamou bastante a atençao vou ve si acho pra compra

Lucimar da Silva Moreira 20 de abril de 2017 06:05

É um livro muito interessante, a pessoa tem o direito de ir e vir, de gostar e não gostar, não importa se a pessoa é vegetariano ela tem o direito de escolha. É preciso respeitar a pessoa, o autor através do livro tras uma reflexão que ser vegetariano é ser normal, não perturba ninguém e nem incomoda, gostei muito da história, bjs.

Joana D'arc 20 de abril de 2017 07:23

OII!!!
è um otimo livro tem um bom enredos, recomendo para aqueles que sentem falta de mais representatividade nas histórias, novelas e artes…
bjo

Catharina M. 20 de abril de 2017 11:46

Oie
que legal o intuito da leitura, muito interessante pra quem já adota esse estilo de vida e para queles que querem, eu tenho vários amigos vegetarianos e alguns até veganos, então é algo presente na minha vida e imagino a força de vontade que tem que ter pra adotar isso, quem sabe um dia eu não consiga

beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Marcia Pimentel 21 de abril de 2017 07:54

Oi,
Essa é a segunda resenha que leio sobre o livro e vejo que sua história parece ser bem interessante.
Quero muito ler.
Abrçs

*Vany Nunes* 21 de abril de 2017 15:31

Gostei da capa e da premissa do livro.Parece ser uma leitura ótima com grandes ensinamentos! Obrigada por compartilhar!

Blog Encrespa 21 de abril de 2017 19:05

olá, o livro parece ser bem interessante. Parabéns pelo post, sucesso...
Beijos, blog encrespa

Ingrid Caroline 21 de abril de 2017 19:09

Amei essa resenha, o livro tem nuances que gosto muito, fala de comportamento e sociedade, gostei, já quero!

www.arquivodamoda.com

Ana Paula 21 de abril de 2017 20:20

Achei bem interessante o tema!
Minha tia não come carne, eua cho que ela ia gostar de ler!

Fernanda 23 de abril de 2017 11:00

Oi!
Gostei da resenha :) Achei o nome do livro engraçado e a história super original, mas não faz muito meu estilo de leitura, então dessa vez passarei a dica.

Bjs!

Tempo Integral 23 de abril de 2017 16:36

Ser vegetariano na Argentina deve mesmo ser um crime. Nunca vi povo tão carnívoro quanto eles, muito mais que nós, por exemplo. Adorei o enfoque do livro, bastante original e instigante. Gostei muito da resenha, também, parabéns!

Érika Monteiro 25 de abril de 2017 00:09

Oie, tudo bem? Ainda não conhecia a história mas achei bem diferente. Fiquei curiosa para conferir o enredo e saber mais sobre. Gostei bastante da sua resenha. Beijos, Érika =^.^=

Mulherzinhas SA 25 de abril de 2017 05:39

Quero muito ler esse livro pq acho que é uma história bem atual, sei disso pq apesar de não me considerar vegetariana, quando digo que não gosto de carne as pessoas me olham como se eu fosse a estranha rsrs

Raphael Mourão 25 de abril de 2017 07:11

Legal a sua resenha, despertou interesse em querer ler e vou já colocar nos meus favoritos para uma leitura

Beijos
Rafael

Fran e Bruno Scandolara 26 de abril de 2017 12:07

Oi,
Não tinha visto esse livro ainda, mas a história parece ser muito interessante. Parece ser bastante instigante.

Maria Babona 5 de maio de 2017 05:04

Adorei a história.. . Me pareceu bem interessante e nos faz pensar.

Postar um comentário